31.6 C
Lagoa da Prata
sábado, outubro 16, 2021
spot_img
Mais

    Últimas Notícias

    Entrevista com Romeuzinho ex-atleta do Laprata

    Lagoa da Prata é o berço dos craques no futebol amador, bem como profissional, haja vista o destaque de Miro, filho do “Velho Mirinho”, Gilberto Silva, nosso Penta Campeão, atletas que se profissionalizaram no futebol, enaltecendo o nome de Lagoa da Prata…

    Tantos outros craques, que, porém, não tiveram a mesma trajetória no futebol profissional, mas, se tivessem a oportunidade, com certeza, teriam o mesmo sucesso. Dentre eles o nosso amigo de sempre, Romeuzinho, como era tratado carinhosamente por todos.

    Genro da Dona Zenite, cunhado do saudoso Rui Amorim, do Roberto dos Correios e do “Mamão” Dr. Rômulo que falecera em acidente no trajeto para (RMV), aposentou-se na Rede Ferroviária Federal (RFFSA) e formou-se em Direito. Homem de garra, determinado, um grande guerreiro que merece meus respeitos…

    Meu grande amigo Walter Silva pediu-me para saudar o “velho amigo”, conterrâneo, bem como fizesse algumas abordagens que o levasse a rememorar os velhos tempos em Lagoa da Prata. Atendendo ao pedido do meu grande amigo, trago as seguintes perguntas:

    1) A título de esclarecimento, pois fiz um relato, que, provavelmente, você gostaria de que permanecesse esquecido, dou-lhe a oportunidade de falar sobre o referido assunto, ocasião em que poderá apresentar sua versão. O que houve de real na quela dividida com Juca Davi, naquele fatídico jogo?

    Versão dada por Romeuzinho: “Jogador sabe como é né, então, ele entrou de carrinho em mim e eu subi, aí eu caí em cima da perna dele. Foi por acidente de jogo, tanto assim, que após alguns dias fui visitá-lo, e ele aceitou numa boa, como acidente, e ficamos amigos, e, passou, passou”

    Romeuzinho sendo entrevistado por Walter Sylva

    2) Qual foi o primeiro clube que você jogou futebol em Lagoa da Prata?

    Resposta: Foi no Siderúrgica.

    3) Quais foram os clubes, nos quais, você jogou futebol em Lagoa da Prata?

    Resposta: “Joguei no Siderúrgica que foi o primeiro, depois fui para o Industrial, que, hoje, parece que é Luciânia, né. Eu estive no Nacional e depois fui para o Laprata, só nos quatro.

    4) Quando o Laprata jogou contra o Guarani de Divinópolis, não me recordo o placar, mas, lembro-me, que o Laprata perdeu de goleada, salvo engano de 9 a 0, fique à vontade para aferir o placar. Naquele jogo, você se fêz presente, jogando pelo Laprata?

    Versão do Romeuzinho: “Na verdade, o jogo ficou em 10 x 03 para o Guarani, eu participava sim, mas, posteriormente, jogando em Divinópolis, já valendo pela segunda divisão de acesso, nós vencemos o Guarani jogando aqui no campo do Ferroviário em Divinópolis, nós vencemos o Guaraní, com um gol do Julinho, nós vencemos de 1 x 0.”

    5) Ainda sobre pergunta anterior, se você participou daquele jogo, quais eram os demais componentes do Laprata, naquele jogo?

    Versão de Romeuzinho: “É, aí, pelo menos, os de Lagoa da Prata me recordo, os outros tinham alguns jogadores de fora que não me lembro bem, mas o time era na época: O Viano, tinha um lateral direito que eu não conheço, outro era Pregalhota, Picolé e Zé Oswaldo, é, eu e o Zé Morgato, que é de Bambuí, a linha era o Joãozinho, Ivan, Julinho e Luiz Morgato.

    6) Quais os jogadores, seus contemporâneos, que você considera os maiores destaques da época?

    Versão do Romeuzinho: “Eu conheci vários jogadores que seriam craques mesmo, hoje, como o Ivan daí de Lagoa da Prata, o Julinho de santo Antônio do Monte, tinha o Paulinho que é irmão do Miro, que também morava em Lagoa da Prata, o Zé Milton de Santo Antônio do Monte, O Frankilin, que teve uma passagem aí em Lagoa da Prata, um segundo volante, e o José Morgato de Bambuí é o cara que eu conheci na época, e meu irmão Ademir, né.”

    7) Naturalmente, você não se lembra de mim, Maurício Marques, mas, com certeza lembra-se de meu pai, que foi seu colega de trabalho na RMV na época, Geraldo Marques da Silva, lembra-se?

    Versão do Romeuzinho: “É, realmente, você devia ser muito novo eu não conheci, mas seu pai, claro que nós trabalhamos juntos na ferrovia por 7 anos. Agora, seu irmão o Geraldinho (na verdade, era Mauro Marques, pois era muito comum as pessoas nos chamar de Geraldinho, associando ao nome do meu pai, Geraldo Marques) eu conheci, que era o zagueiro que jogava no Grêmio aí de Lagoa da Prata.”

    8) Qual sua avaliação quanto ao destaque de Lagoa da Prata, na produção de craques do futebol, há um entendimento de que poderíamos ter mais sucesso, caso houvesse uma participação maior da iniciativa privada, bem como da Prefeitura, no intuito de alavancar o esporte em Lagoa da Prata? Dê sua opinião.

    Versão de Romeuzinho: “É, eu acredito que hoje em dia, sem a iniciativa privada, não se faz futebol, né. Quanto ao apoio da Prefeitura fica difícil, né, porque eles têm uma série de problemas para serem resolvido, a não ser o esporte, o esporte devia ser sim, deve ser asses[1]sorado pela iniciativa privada.”

    9) A título de informação, não sei se é de seu conhecimento, mas, eu fui um atleta, em Lagoa da Prata, o que pode ser aferido pelos meus contemporâneos. Em 1.973 fiz uma exibição no atletismo, no dia 07 de setembro, daquele ano, pelo Colégio Municipal José Theotônio de Castro, na parada de Sete de Setembro, onde eu saltei um carro, rolando no solo e colocando-me de pé em ato contínuo. Um feito, que, até o presente momento, não foi repetido por outro atleta. Nunca houve um reconhecimento do meu empenho como atleta, nem medalha, e, até mesmo, o filme que é uma prova material do fato ocorrido, desapareceu, ou, quem o detém, não o disponibiliza para conhecimento de todos. A pergunta é retórica, mas, na sua opinião, haveria outros atletas com a minha capacidade, e, até mesmo, melhores em modalidades diversas, elevando o nome de Lagoa da Prata caso houvesse um maior apoio aos atletas, bem como ao atletismo?

    Versão de Romeuzinho: “É isso com certeza porque o atleta se sentiria mais ele, pelo menos tendo o apoio moral ele se sentiria mais incentivado a prosseguir na carreira que ele quer, né. E também traria benefício para a cidade, elevando mais o nome mais ainda, tal como o Gilberto Silva, por exemplo, ele trouxe muito benefício para a cidade que ficou conhecida no país inteiro, no mundo inteiro.”

    10) Na sua opinião o que poderíamos incrementar em Lagoa da Prata para que haja uma evolução no atletismo, bem como a retomada do futebol em nossa cidade?

    Conexao Mineira Entrevista Roeuzinho
    O atual Presidente do Laprata, Lelis, entrega uma Camisa do Laprata ao ex-atleta Romeuzinho.

    Resposta: São diversos fatores, inclusive, os jogos dos torneios regionais, bem como a participação nos campeonatos amadores, também na região.

    Meu caro amigo, é um prazer poder fazer referência e reverência a um craque do futebol, bem como a um cidadão honrado, com inúmeros outros adjetivos, como você. Espero, em breve, ter a oportunidade de reencontrá-lo, ocasião em que renderei minhas homenagens pessoalmente.

    Grande abraço!

    Agradecimentos e desfecho da entrevista: “Ô Maurício Marques, quero imensamente te agradecer por ter se lembrado de mim, pela pessoa, e, terei imenso prazer em conhecê-lo, estarei constantemente em Lagoa da Prata, pois tenho uma filha morando aí, e estarei em contato com o Waltinho, e a gente pode agendar esse encontro aí, quando eu estiver aí.

    Muito obrigado por tudo! Certo de que, o que trouxe a todos, atenda à solicitação do meu grande amigo Walter Silva, na expectativa de um breve contato com o grande Craque Romeuzinho, pessoalmente, haveremos de trazer mais lembranças boas de Lagoa da Prata, bem como nos será dada a oportunidade de ressaltar outros tantos bons atletas de Lagoa da Prata, que ora não foram citados, pois o objetivo, no momento, é de enaltecer as qualidades do nosso entrevistado, bem como homenageá-lo.

    Latest Posts

    spot_imgspot_img

    NÃO DEIXE DE VER

    Notícias por e-mail

    Receba nossas atualizações e fique bem informado todo dia.